Sítio de Pai Adão
Sobre

O Sítio de Pai Adão (Obá Ogunté) é o mais antigo centro afro religioso de Pernambuco, e o mais importante representante do Xangô pernambucano no Brasil. Fundado em 1875 e aind ahoje em atividade, foi tombado pelo Estado em 1986.

Estudado pelos mais renomados pesquisadores e intelectuais do país, como GIlberto Freyre, Pierre Verger, Roger Bsstide, Ulisses Pernambucano, Raul Lody, René Ribeiro e outros, o Sítio de Pai Adão é tema de inúmeros artigos e teses de mestrado e doutorado em todo o país, como casa matriz do culto Nagô Egbá – o Xangô Pernambucano – no Brasil, tendo forjado o modelo cultural, linguístico e religioso que se firmou nas centenas de terreiros existentes hoje em Pernambuco, sendo que em recente levantamento foi constatado que 66% dos terreiros do estado são descendentes da linhagem do sítio, bem como diversas outras casas abertas por seus filhos em São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão e outros estado do Brasil e Europa.

Situado na Estrada Velha de Água Fria, o Sítio de Pai Adão, mais do que uma casa de culto afro-religioso, é um centro cultural que abriga diversos projetos nas áreas de saúde, pesquisa, arte e cidadania. Seu dirigente, Manoel Papai, é pesquisador e colaborador de diversas instituições culturais, dirige o Centro Cultural Afro Pai Adão, é membro da comissão do Museu da Abolição-Recife, presidente da ABICABEP e responsável pela montagem da exposição oermanente da cultura afrobrasileira do Museu do Homem do Nordeste.

Sitio do Pai Adão – Ritmos Africanos no Xangô do Recife

 

Sitio do Pai Adão – Atelier fotografias

 

Raízes do Pai Adão

Similares
Maranhão
Tambor de Mina
Maranhão
Tambor de Mina
Ficha Técnica
GrupoSítio de Pai Adão
LocalizaçãoPernambuco, Recife
Ano de Registro
MestresMalaquias, Manoel Papai, Nido, Tia Mãezinha
Website