Banda de Pífanos de Japaratuba

GêneroNo data
LocalJaparatuba, Sergipe

SOBRE

Surgiu como principal animação das novenas e festas tradicionais da região de Japaratuba. Existente a mais de 100 anos foi iniciada pela família Hora, no Povoado Encruzilhadas, com o chamado Terno de Zabumba, antigo nome dado ao conjunto por causa do acompanhamento com instrumentos como o zabumba (tambor rústico), a caixa e o pífano (flauta transversal tradicional). A banda era composta por no mínimo três pessoas.

As principais e mais famosas novenas são as realizadas durante a Quaresma culminando na de Sexta-Feira da Paixão e a de Santo Antônio em Junho. Eram todas realizadas na residência do Velho Dóia, antes no Sítio Varginha e hoje na casa de seu Aguinaldo, genro do velho (esposo de D. Caçula, filha de seu Dóia).

Os mais conhecidos tocadores, em sua maioria, eram ou são filhos e netos do velho Dóia, como Tati (pífano) e Zé de Dóia, os netos Jailson da Hora, atualmente o principal tocador e herdeiro da tradição do pífano, João de Zé de Dóia, Loló, Brisdo, Oliveira, além de parentes como Luís, Zé Paulo e os amigos Bruno Paulo (pífano), Pelado, Viado, Rael e Vasso, atual segundo pífano. Após a morte dos filhos de seu Dóia a Banda continuou com os demais componentes.

Por causa da Banda ter atravessado gerações, os atuais componentes concordaram em batizar com o nome “De Geração em Geração”, mas a tradição corre o risco de desaparecer pois, os bisnetos de Dóia ainda não ingressaram na carreira.

Fonte:

Banda Folclórica de Japaratuba

FOTOS

Banda de Pífanos de Japaratuba – Janeiro/2002

 

Veja também

Maranhão
Bumba Boi de Zabumba
Maranhão
Dança do caroço