GêneroFrevo
LocalPernambuco, Recife

SOBRE

Constituído como Troça em 1940, veio da cidade de Carpina e teve como fundador Antônio Ramos de Oliveira, popularmente conhecido por Seu Maracujá. Em 27 de agosto de 1954 foi registrado como Boneco Seu Malaquias. O nome foi escolhido em função de uma pessoa com estatura elevada que vivia na região e era chamada Malaquias.

Em 1959, quando da mudança de Seu Maracujá para o bairro de Águas Compridas, em Olinda, a sede do brinquedo foi transferida para essa localidade. Em 1977, após o falecimento do primeiro diretor (Maracujá), assume a presidência do “brinquedo” seu filho, José Ramos de Oliveira, mais conhecido como Zezinho de Malaquias, que decide mudar o estatuto da agremiação de Troça para Clube de Boneco.

Seu Malaquias tem como símbolo um boneco gigante que pesa em torno de quarenta quilos, traz no pescoço um medalhão, e tem por cores o vermelho e o branco em decorrência da devoção ao orixá Xangô.

Com vários títulos de campeão e vice-campeão, o Boneco traz em seu repertório os frevos de rua “Malaquias no Frevo” e “Recordação de Maracujá”, composições do Maestro Nunes, e o hino do clube – “Seu Malaquias”, composto por José Bartolomeu.

Seu atual presidente é Claudio Brandão de Oliveira (Chocho), filho de Zezinho “de Malaquias”.

 

Fonte:

– Gaspar, Lúcia; Agremiações Carnavalescas de Pernambuco: Clubes de Bonecos

VÍDEOS

Clube de Boneco Seu Malaquias – 14/fevereiro/2010

Veja também

Pernambuco
Xangô do Recife