GêneroNo data
LocalAlagoas, Mata Grande

SOBRE

Sebastião Biano tem um currículo distinto. Nascido em 1919, o pifeiro já se apresentou para o cangaceiro Lampião, foi vencedor do Grammy Latino, prêmio TIM de música, detentor da Ordem do mérito cultural e é fundador e último remanescente da formação original da lendária Banda de Pífanos de Caruaru, que encantou artistas como Gilberto Gil e Caetano Veloso e influenciou movimentos culturais como a Tropicália e Manguebeat.

Nascido em Mata Grande/AL, aprendeu a tocar pife aos cinco anos de idade indo pra roça com seu pai Manoel Clarindo. A partir daí não parou mais de tocar.  A música de Sebastião Biano é parte fundamental da construção da identidade e do imaginário brasileiro. Ao longo de sua carreira se apresentou e gravou com artistas como: Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Geraldo Azevedo, Quinteto Violado, Jair Rodrigues, e muitos outros, representando o Brasil em diversos países da América e Europa.

Durante sua trajetória se tornou autor de clássicos da música brasileira como Pipoca Moderna e A Briga do Cachorro com a Onça. Sebastião, aos 101 anos e vitalidade incrível, continua tocando com a Banda de Pífanos de Caruaru e só em 2014 lança seu primeiro disco Solo – Sebastião Biano e seu Terno Esquenta Muié, pelo selo Sesc. No trabalho, músicas autorais e causos.

FOTOS

Sesi Campinas – 21/setembro/2014
📷 Daniel Pátaro
Juazeiro do Norte – 12/novembro/2017

ÁUDIOS

Sebastião Biano e Seu Terno Esquenta Muié – CD Chego Já (2016)

VÍDEOS

Juazeiro do Norte – 12/novembro/2017
Sesi Campinas – 21/setembro/2014

 

Veja também

Pernambuco
Xangô do Recife
Maranhão
No data